segunda-feira, 31 de outubro de 2011

A questão das classes sociais e da consciência de classes


Faz sentido um partido político socialista?
A questão das classes sociais e da consciência de classes


Roberto Robaina*
O marxismo é um movimento social, político e uma concepção do mundo. Durante muitos anos foi perseguido nas universidades. Nos anos 60 ganhou peso acadêmico em países como a França e retomou novamente alguma influencia na Alemanha, a mesma que tinha visto a emigração para os EUA da última leva de professores marxistas durante a ascensão do nazismo. Com o recuo das lutas sociais dos anos 70, e, sobretudo, depois da queda do muro de Berlim, isto é, o anúncio do colapso do socialismo real, o marxismo passou a ser considerado como totalmente fora do jogo universitário. Este evidentemente é também o quadro do Brasil, onde hoje a defesa do marxismo nas universidades não passa de um movimento de resistência, sendo a base teórica de poucos professores e restrito a poucos cursos. Muitos, aliás, argumentam que Marx é um autor antigo, ultrapassado pelos novos tempos. Não poucos deles, na área da filosofia política, vão beber em autores anteriores a Marx, em Kant, em Hume, em Hobbes...
Agora, a partir da nova crise do capital, a obra de Marx começa novamente a ser lembrada. Mas como sempre Marx é mais comentada do que lido. Neste trabalho apenas resgato um aspecto de seu texto: sua análise da consciência de classes. Quando me refiro à consciência a entendo como um fenômeno biológico, uma faceta especial, uma característica qualitativa especial das funções cerebrais, tal como definia Vigotski, ou, na mesma linha, desta vez seguindo Jonh Searle, como os estados de “conhecimento ou percepção que começam quando acordamos de manhã depois de um sono sem sonhos e continuam durante o dia até que adormeçamos novamente” (página 45 – Mente, Linguagem e Sociedade, Rocco, 2000 – Rio de Janeiro).
 Marx marcou uma definição: as ideias dominantes de dada sociedade são da classe que controla o excedente econômico desta sociedade. O marxismo definiu que os pensamentos das classes dominantes são também, “em todas as épocas, os pensamentos dominantes, ou seja, a classe que tem o poder material dominante numa dada sociedade é também a potência dominante espiritual” (Ideologia Alemã, página 55, Editorial Presença). (...)

Medicamentos proíbidos!


O Ministério da Saúde através da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, suspendeu por meio da 
Resolução 96, a fabricação, distribuição, manipulação, comercialização e armazenagem de medicamentos com o
principio ativo denominado FENILPROPALAMINA. 
A medida foi tomada depois que a 'Food and Drug Administration', (FDA), dos Estados Unidos, constatou
que a substância vinha provocando adversos FATAIS em usuários americanos (hemorragia cerebral). No Brasil 

suspensão é preventiva, uma vez que não existem casos relatados.

A FENILPROPALAMINA está presente em 21 medicamentos, especialmente nos anti-gripais. Os medicamentos suspensos são os seguintes:

1)
Bernadryl dia e noite..
2) Contac 

3) Naldecon Bristol 

4) Acolde 

5) Rinarin Expectorante 

6) Deltap 

7)! Desfenil 

8) HCl de fenilpropalamina 

9) Naldex 

10) Nasaliv 

11) Decongex Plus 

12) Sanagripe 

13)
Descon 
14) Descon AP 

15) Descon Expectorante 

16) Dimetapp 

17) Dimetapp Expectorante

18) Ceracol Plus 

19) Ornatrol 

20) Rhinex AP

21)Contilen 
Solicito, pois, a todos que estejam utilizando 
qualquer medicamento da lista acima, que suspendam a 
medicação e procurem o seu médico para maiores detalhes. 
Atenciosamente,
MAURICI ARAGÃO TAVARES
Médico do Trabalho
CRM.SP.33006

(mensagem enviada por e-mail: n.noca@hotmail.com

Seminário Internacional Encontros com a América do Sul



Prezados colegas,

O Programa de Mestrado em História da Universidade Salgado de Oliveira juntamente com a Prefeitura de Niterói organizam oSeminário Internacional Encontros com América do Sul, que acontecerá nos dias 16,17 e 18 de novembro, a partir das 19h, na Universidade Salgado de Oliveira.

Em anexo, a programação detalhada e as informações do evento. Abaixo, as mesas e os palestrantes. 

Independências nas Américas: perspectivas comparadas

Prof. Dr. Christian Hausser. (Universidade de Talca, Chile).
Profª.Drª Cláudia Wasserman. (UFRGS)
Prof. Dr. Eugênio Rezende de Carvalho. (UFG)
Profª. Drª. Marieta Carvalho. (UNIVERSO)

Histórias compartidas e memória: regimes autoritários no cone-sul.
 Prof. Dr. Ângelo Aparecido Priori. (Universidade Estadual de Maringá).
Prof. Dr. Antônio Costa Pinto. (Universidade de Lisboa, Portugal).
Prof. Dr. Bruno Groppo. (Université Paris I).
Profª. Drª. Angélica Müller. (UNIVERSO). 


Discursos e práticas sociais.
 
Prof. Dr. Marcelo Timótheo. (UNIVERSO).
Profª. Drª. Denise Rollemberg. (UFF).
Profª Drª Jessie Jane Vieira. (UFRJ).

Imigração e fronteiras: aproximações e conflitos.
Prof. Dr. Ruy Gonzalo Farias (Universidad nacional de General Sarmiento/Museo de la Emigración Gallega en la Argentina).
Profª. Drª. Marília Klaumann. (USP).
Profª. Drª. Lená Medeiros (UERJ).
Profª. Drª. Erica Sarmiento. (UNIVERSO/UERJ).

Estudos afro-americanos: aproximações e perspectivas.
Prof. Dr. Juan Manuel de la Serna Herrera. (CIALC/UNAM, México)
Prof. Dr. Jorge Prata de Sousa. (UNIVERSO)

Acordos globais e existências regionais.
Prof. Dr. Fernando de la Cuadra. (Universidade Federal do Ceará).
Profª. Drª. Maria Eugênia Cruset. (Universidad Nacional de La Plata, Argentina).
Profª. Drª. Mônica Lessa (UERJ).


Acordos globais e existências regionais.
Sala Núcleo de Práticas Jurídicas.
Horário: 19 h às 21:30 h.
Sala: Núcleo de Práticas Jurídicas.
Palestrantes:   
Prof. Dr. Fernando de la Cuadra. (Universidade Federal do Ceará).
Profª. Drª. Maria Eugênia Cruset. (Universidad Nacional de La Plata, Argentina).
Profª. Drª. Mônica Lessa (UERJ).

Imigração e fronteiras: aproximações e conflitos.
Horário: 19:00 às  21:30 h
Sala: Universo.
Palestrantes:   
Prof. Dr. Ruy Gonzalo Farias.(Museo de la Emigración Gallega en la Argentina).
Profª. Drª. Marília Klaumann. (USP).
Profª. Drª. Lená Medeiros (UERJ).
Profª. Drª. Erica Sarmiento. (UNIVERSO).

Fernando da Silva Rodrigues
Doutor em História Política
Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Severino Sombra
UNIABEU Centro Universitário
Centro de Estudos Estratégicos da Escola Superior de Guerra
Fone

III ENEFEPRO


SUSTENTABILE
Inteligência para Negócios Sustentáveis
 
A Sustentabile apresenta e recomenda o ENFEPro - Encontro Fluminense de Engenharia de Produção, um evento anual organizado pelaSFEP - Sociedade Fluminense de Engenharia de Produção para discutir temas emergentes da área. 
 
Em 2011, o III ENFEPro analisa os:
 
PROJETOS DE ALTA COMPLEXIDADE NO RIO DE JANEIRO, novos desafios para a Engenharia de Produção
 
Rio de Janeiro/RJ
10 e 11 de Novembro de 2011
 
CEFET/RJ
  - Av. Maracanã, 229
 
Universidade Veiga de Almeida
  - R. Ibituruna, 108
 
Inscrições para o III ENFEPro:
exclusivamente pelo portal 
 
Informações adicionais

CRMB TEM ENERGIA CORTADA!

MIAUUUUUUUUUUUUUU!!!!
Equipes de corte da REDE CELPA desligaram nesta segunda-feira, 31, a energia elétrica do Campus Rural de Marabá (CRMB), que fica a 25 quilômetros do centro de Marabá, no Assentamento 26 de março.  O Campus Rural de Marabá tinha uma ligação irregular e por isso foi interrompido o fornecimento da energia elétrica  conforme prevê a Resolução da ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica. A energia que estava sendo consumida fôra colocada pela empresa construtora que ainda está em obra. No entanto, ainda falta a construção da casa de força e a devida regularização.
 
Com o desligamento do fornecimento de energia, os educandos tiveram que ser dispensados e mandados de volta pra casa. A eleição do Conselho Diretor foi transferida para o prédio administrativo no bairro do Amapá.
 
Isso sim é prejuízo aos alunos!!!
 
 
 
-----------------------------------------------------------------------
GATO DE ENERGIA GERA PREJUIZOS NO BRASIL
 
 O consumo irregular de energia elétrica no Brasil, como os “gatos” de luz, gera um prejuízo médio de R$ 8,1 bilhões por ano, segundo balanço divulgado pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) nesta terça-feira (31). A agência, que classifica os “gatos” e outras formas de receber luz irregularmente como “perdas não técnicas”, levou em conta informações fornecidas por 61 das 63 distribuidoras de energia que atuam no país para fazer o cálculo. Esse valor considera o custo da energia e os impostos que deixam de ser arrecadados aos cofres públicos.
 
VEJA AQUI

Marcelo Freixo terá deixar Brasil para não ser assassinado pelas milícias do Rio!


Quem assistiu o filme Tropa de Elite 2 deve se lembrar do personagem do deputado Diogo Fraga, que denunciava os grupos de milícia dentro da Polícia Militar fluminense. O parlamentar que inspirou o drama, Marcelo Freixo, deputado estadual pelo PSOL, terá que sair do Brasil refugiado para não morrer como a juíza Patrícia Acioli. Segundo matéria do jornal O Globo, o Ministério Público e o Disque-Denúncia registraram, em pouco mais de um mês, sete denúncias de que várias milícias planejam o assassinato de Freixo. Como foi demonstrado no filme, o parlamentar foi presidente da CPI das Milícias, que, em 2008, provocou o indiciamento de 225 pessoas, entre políticos, policiais militares e civis e bombeiros. Freixo deixará o país na terça-feira (1º) com a família a convite da Anistia Internacional. O parlamentar vai para a Europa. O país de destino e o tempo de permanência são mantidos sob sigilo. “A Anistia ficou preocupada com a minha segurança devido ao acirramento das denúncias feitas contra mim. A Patrícia foi ameaçada e, na época, todos diziam que ninguém iria matá-la. Mesmo assim, mataram”, disse Freixo, ao recordar o caso de Patrícia Accioli, executada a tiros por milicianos na porta de casa, no mês passado. Atualmente, o deputado só anda escoltado por seguranças. Ele é pré-candidato a prefeito do Rio de Janeiro.

Hipocrisia!


TEM VEREADOR EVANGÉLICO QUE USA O PÚLPITO DAS IGREJAS PARA CRIMINALIZAR o Movimento LGBTT, VOMITANDO O ÓDIO E NÃO RESPEITANDO As DIFERENÇAS.

Vale ressaltar que a mesma prefeitura que deixou de liberar recursos públicos para Parada LGBT, liberou para EXPOAMA - Ou seja, dinheiro público para fazendeiros.



Homofobia é crime!!!

A Lei n. 7.566, de 26 de outubro de 2011, de autoria da Deputada Bernadete, que proíbe a discriminação contra homossexuais foi publicada ontem no Diário Oficial do Estado e já está em vigor.
Bernadete se disse muito feliz com a notícia. “Todos militantes e simpatizantes das causas LGBT podem crer na nossa democracia, que cresce e se fortalece através de nossas políticas de direitos humanos”, concluiu.
A partir de agora não será preciso ter interpretação judicial, pois a lei estadual já traz de forma especificada os tipos de discriminação, amaparando o cidadão. A partir da legislação, fica proibida a exigência de teste de HIV como pré-requisito para participação em concursos públicos ou seleção de recursos humanos por empresas privadas. Além disso, segundo o artigo quinto, o Poder Público passa a ter permissão para fazer apreensão de qualquer material discriminatório que venha atentar contra a dignidade do cidadão.
Além disso, a lei proporciona mais respaldo para denunciar esse tipo de preconceito e dá mais segurança para que a população LGBT exerça seus direitos de cidadãos.

Concurso da Câmara Municipal de Marabá

5.495 inscritos no Concurso da Câmara Municipal de Marabá disputando as 27 vagas destinadas, estiveram ontem (30) fazendo as provas. Assim que sair o resultado do Gabarito este blog estará informando em primeira mão.

domingo, 30 de outubro de 2011

GABARITO DO ENEM 2011


O Instituto Nacional do Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divugou nesta terça-feira o gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2011. Confira as alternativas corretas:
Primeiro dia - 
Prova Azul
Prova Amarela
Prova  Rosa
Prova Branca

Segundo dia

Cinza

sábado, 29 de outubro de 2011

Projeto de Alteração do nome da cidade de Parauapebas em debate!

Um "movimento" criado pelo PRB ( Partido Republicano Brasileiro), liderado pelo Rui Hildebrando ( o popular Vassourinha - aquele das carteirinhas de estudantes, lembram...???), começa aparecer nas esquinas do centro de Parauapebas. O projeto que altera o nome de Parauapebas para Carajás, é de autoria do Deputado Divino (PRB) e já foi apresentado na Assembléia Legislativa.

Segundo o panfleto distribuído por membros do PRB, " mudar o nome da cidade é planejar o futuro de nossa gente e valorizar a capacidade produtiva (...) além de dar melhor identificação para nossa cidade, prossegue o texto que tenta justificar a mudança. Com a alteração do nome o municipio se tornará forte no cenário nacional e mundial para atrair investimentos.


Em ano que antecede as eleições os politiqueiros de plantão só não mudam o nome da mãe. Uns apelam para dividir o estado, outros os municípios e até transformar bairros em cidade. Agora lá vem essa de alteração do nome de Parauapebas com justificativas pífias.

Vamos pegar o beco!!

Curionópolis precisar se livrar deste sanguinário nome, quem topa se lançar para organizar o movimento pela mudança????

Revista Tempo Histórico

A Comissão Editorial da Revista Eletrônica Tempo Histórico, instalada no Portal da UFPE/Departamento de História, tem a satisfação de tornar público a CHAMADA PARA PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS E RESENHAS. O tema do Dossiê da próxima edição será: História, Arte e Patrimônio. Estamos trabalhando no sentido de garantir que a nossa Revista seja um espaço acadêmico para a publicação da produção científica dos estudantes da graduação e pós-graduação do Departamento de História da UFPE. Nos dias de hoje, torna-se imprescindível a valorização e promoção de iniciativas que procurem divulgar a produção científica de qualidade, através de periódicos acadêmicos. Desse modo, esperamos a colaboração de todos.

OS TRABALHOS SERÃO ACEITOS ATÉ O DIA 15 DE NOVEMBRO DE 2011, DEVENDO SER ENVIADOS PARA O ENDEREÇO ELETRÔNICO:

 tempohistorico@yahoo.com.br

humbertosmiranda@yahoo.com.br

Normas para a apresentação dos trabalhos: 
§  Os artigos terão a extensão de 20 páginas no máximo, digitadas em fonte Arial 11, com espaço 1,5 , com margens de 2,5 cm , formato A4. As notas devem ser colocadas no final do texto, podendo constar de referências bibliográficas e/ou comentários críticos (utilizar editor do Word para notas de fim em algarismos arábicos).
§  Os artigos serão acompanhados de resumo e de abstract de no máximo 10 linhas e de três palavras-chave em português e inglês.
§  As resenhas poderão ter até 4 páginas com 3 palavras-chave em português e inglês (a Comissão Editorial não aceitará resumos ampliados das obras, uma vez que as resenhas devem ser elaboradas a partir do rigor crítico, criatividade e ética do resenhista).
§  Os Relatos de Pesquisas deverão ter até 10 páginas, contendo: título da pesquisa, nome do orientador e da equipe (caso exista), órgão de fomento, apresentação, objetivos, justificativa, resultados parciais ou final e referências bibliográficas.
§  Os textos poderão ser apresentados com ilustrações e gráficos com as fontes devidamente mencionadas.
§  Abaixo do nome do autor deverá constar um breve resumo da sua trajetória acadêmica, contendo registro do orientador (a).
§  A publicação e os comentários a respeito de documentos inéditos seguirão as normas especificadas para os artigos.
§  As traduções devem vir acompanhadas de autorização do autor.
§   Caso o trabalho/pesquisa e/ou experiência didática tenha apoio financeiro de alguma instituição, esta deverá ser mencionada.
§  Todos os trabalhos devem ser apresentados em Word for Windows.
§  Todos os textos serão submetidos a dois pareceristas. No caso de haver parecer contrário, o Conselho Editorial enviará o trabalho a um terceiro consultor.
§  Cabe ao Conselho Editorial a decisão referente à oportunidade da publicação das contribuições recebidas.
§  Normatização das notas:
o    SOBRENOME, Nome. Título do livro em itálico:subtítulo. edição, Cidade: Editora, ano, p. ou pp.
o    SOBRENOME, Nome.Título do capítulo ou parte do livro. In: Título do livro em itálico. Edição , Cidade:Editora, ano, p. x - y.
o    SOBRENOME, Nome. Título do artigo. Título doperiódico em itálico.Cidade: Editora, vol., fascículo, p. x-y,ano.
Comissão Editorial

DMTU vai continuar sendo comandado por militar!

Com a saída de Antonio Araújo (PR) da direçãodo DMTU, tomou posse no último dia 18/10, o também ex-militar da PM Vera Cruz.
Na foto ele aparece ao lado da esposa e do prefeito que assina seu termo de posse.

Imagens - Secom - PMM

Durante a posse o site da prefeitura informa que todas as autoridades presentes parabenizaram o ex-diretor Coronel Antonio Araújo - Leia aqui - inclusive os vereadores Gerson do Badeco e Antonio da Ótica.

Ensino Público: O perigo bate a porta!




Essa semana, a presidenta Dilma Roussef (PT) sancionou a lei 12.513/11, que cria o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego (Pronatec) e propõe a ampliação da educação profissional e tecnológica no país. O Programa vem sendo anunciado pelo governo como a panacéia que resolverá o gargalo do ensino profissionalizante no país.

Apesar de prever a ampliação dos Institutos Federais de Ensino Técnico e Tecnológico (Ifets), o carro-chefe do programa é a concessão de bolsas em cursos profissionalizantes. Além das bolsas, estudantes e empresas poderão financiar cursos profissionalizantes por meio do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). Até então, os estudantes só podiam usar o Fies para financiar cursos universitários. 

Além de liberar a transferência de dinheiro da União para as instituições de educação profissional e tecnológica das redes públicas estaduais e municipais, o projeto também inclui as escolas filantrópicas, comunitárias e confessionais sem fins lucrativos e as dos serviços nacionais de aprendizagem (o Sistema S, que engloba Senai, Senat e Senar, entre outros), o que possibilita uma enorme transferência de recursos públicos para a rede privada de ensino.

De fato passa ser uma ancora para o processo de privatização do ensino tecnico e tecnológico no Brasil.

Probleminha matemático!


 
cid:E69B4958CA35444CA515DF4759C0201A@sad.gov.br

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

De graça, nem pensar!!!


Por que eles querem Carajás?

Contribuição do amigo Wanterlor

Divisão do Pará: O Perigo da Campanha “gratuita” de Duda Mendonça

Relembre:
O marqueteiro Duda Mendonça informa que trabalha de graça na campanha pela autonomia das regiões de Carajás e Tapajós (ambas no Pará). Quando trabalhava a dinheiro para o PT (por dentro e por fora) deu no que deu, imagine-se agora que não cobra.” (Coluna Elio Gaspari – Folha, 24/7/11).
Curiosidade…
Duda  possui terras e criação de gados na região sudeste do Pará, onde ficaria Carajás…daí seu interesse em fazer uma campanha “gratuita”.
Vampirizado daqui
-----------------------------

Agora o apostador de rinha (briga de galo) quer sua cota para iniciar a campanha. - Eles querem Carajás para seus interesses!

Eleição do Sintepp em São Domigos do Araguaia


CHAPA 2 SINTEPP SÃO DOMINGOS DO ARAGUAIA



Homofobia é crime!


A Lei n. 7.566, de 26 de outubro de 2011, de autoria da Deputada Bernadete, que proíbe a discriminação contra homossexuais foi publicada ontem no Diário Oficial do Estado e já está em vigor.
Bernadete se disse muito feliz com a notícia. “Todos militantes e simpatizantes das causas LGBT podem crer na nossa democracia, que cresce e se fortalece através de nossas políticas de direitos humanos”, concluiu.
A partir de agora não será preciso ter interpretação judicial, pois a lei estadual já traz de forma especificada os tipos de discriminação, amaparando o cidadão. A partir da legislação, fica proibida a exigência de teste de HIV como pré-requisito para participação em concursos públicos ou seleção de recursos humanos por empresas privadas. Além disso, segundo o artigo quinto, o Poder Público passa a ter permissão para fazer apreensão de qualquer material discriminatório que venha atentar contra a dignidade do cidadão.
Além disso, a lei proporciona mais respaldo para denunciar esse tipo de preconceito e dá mais segurança para que a população LGBT exerça seus direitos de cidadãos.

RETROESCAVADEIRA DA PREFEITURA DE MARABÁ EM BREJO GRANDE!




Imagem Ilustrativa


Chagas Filho vai longe e denuncia no Terra do Nunca a utilização indevida de equipamento da prefeitura de Marabá em outro município.

O que estaria fazendo uma retroescavadeira da Prefeitura Municipal de Marabá na zona rural de Brejo Grande do Araguaia?
Respostinha: a máquina está sendo usada para abrir 160 açudes no quase vizinho município.
Próximas perguntas: Alguém sabe quem autorizou o deslocamento da máquina? Alguém sabe se existe convênio assinado entre as duas prefeituras? E quem são os beneficiados?
Para essas perguntas eu não tenho resposta, mas é fácil dar alguns palpites.
Todos sabem, por exemplo, que a assessora especial do prefeito Maurino Magalhães, Ana Paula Guedes, é de Brejo Grande do Araguaia, onde já foi vereadora e muito provavelmente se candidatará à reeleição.
Com a palavra o Ministério Público, o Poder Judiciário, a polícia, o bispo, os escoteiros e quem mais tiver vergonha na cara.

---------------------------------------------

Aguardamos manifestação da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marabá, da Câmara Municipal e do Ministério Publico Estadual.


DIA DO SERVIDOR PÚBLICO!

Hoje (28) é dedicado ao funcionário público como uma data comemorativa de especial significado no calendário brasileiro. A data foi instituída no governo do presidente Getúlio Vargas, através da criação do Conselho Federal do Serviço Público Civil, em 1937.
Em 1938 foi fundado o Departamento Administrativo do Serviço Público do Brasil, onde esse tipo de serviço passou a ser mais utilizado.
As leis que regem os direitos e deveres dos funcionários que prestam serviços públicos estão no decreto nº 1.713, de 28 de outubro de 1939, motivo pelo qual é o dia da comemoração desse profissional.
Em 11 de dezembro de 1990, foi publicado o novo Estatuto dos Servidores Públicos Civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais, a Lei nº8112, alterando várias disposições da antiga lei, porém os direitos e deveres desses servidores estão definidos e estabelecidos na Constituição Federal do Brasil, além dos estatutos das entidades em que trabalham.
Os serviços públicos estão divididos em classes hierárquicas, de acordo com os órgãos dos governos, que podem ser municipais, estaduais ou federais. Os serviços prestados podem ser de várias áreas de atuação, como da justiça, saúde, segurança, etc.
Para ser servidor público é preciso participar de concursos e ser aprovado no mesmo, garantindo assim a vaga enquanto profissional. O bom desse tipo de trabalho é que o servidor tem estabilidade, não pode ser dispensado de suas funções. Somente em casos extremos, em que se comprove a falta de idoneidade de um funcionário público, é que o mesmo é afastado de seu cargo.
Fonte: Brasil Escola/Jussara barros



Parabéns a todos os servidores públicos

3º Concurso de Blogs das Escolas Públicas de Marabá e Região


3º Concurso de Blogs das Escolas Públicas de Marabá e Região

Estão abertas as inscrições para o 3º Concurso de Blogs das Escolas Públicas de Marabá e Região, confira as informações

Professores Blogueiros

O NTE Marabá já inicia os preparativos para o 3º Concurso de Blogs, das ações planejadas merecem destaque as oficinas para professores interessados em saber como utilizar pedagogicamente e turbinar seu blog demonstrando o potencial dessa ferramenta de aprendizagem e autoria e ainda concorrer aos melhores blogs da região. Confira as oficinas realizadas

Singa 2011

Questões Agrárias na Panamazônia No Século XXI: usos e abusos do território é o tema que orientará as reflexões do V Simpósio Internacional de Geografia Agrária e do VI Simpósio Nacional de Geografia Agrária, que acontecerá em Belém, Pará, no período de 7 a 11 de novembro de 2011, na Universidade Federal do Pará Campus do Guamá.  Neste curto período é impossível contemplar o amplo e diversificado leque temático que se abre quando pensamos a heterogeneidade dos espaços agrários da panamazônia

 

Programação

DIA 07/11/2011
CREDENCIAMENTO
Horário: 13h às 18h
CONFERÊNCIA DE ABERTURA
Horário: 19h
Prof. Dr. Carlos Walter Porto Gonçalves (UFF)
DIA 08/11/2011
Horário: 9h
Mesa INTEGRACIÓN DE LA INFRAESTRUCTURA REGIONAL SURAMERICANA (IIRSA): INTEGRAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE
Expositores
Profª Drª Edna Ramos de Castro (NAEA)
Profª Ana Ester Cecenia(UNAM)
Prof. Elder Andrade de Paula (MDR-UFAC)
Prof. Dr. Alfredo Wagner de Berno Almeida (UFAM)
Mediador: Gilberto de Miranda Rocha (UFPA)
DIA 09/11/2011
Horário: 9h
Mesa FORMAS DE APROPRIAÇÃO DOS RECURSOS NATURAIS NA PANAMAZÔNIA
Expositores
Felicio Pontes Júnior (Procurador da República)
Movimento Interestadual das Mulheres Quebradeiras de Coco Babaçu. (MIQCB)
Prof.Dr. Adnilson de Almeida Silva (UNIR)
Osmarino Amâncio (Representante dos Povos Extrativistas do Acre)
Mediador: Prof.Dr. José Aldemir(UFAM)
DIA 10/11/2011
Horário: 9h
Mesa ESTADO E A QUESTÃO AGRÁRIA NA PANAMAZÔNIA
Expositores
Representante da Via Campesina
Prof. Dr. José Helder Benatti (UFPA)
Prof.Dr. Ariovaldo Umbelino de Oliveira(USP)
Mediador: Prof. Dr. William Santos de Assis
ESPAÇO DE DIÁLOGO:
Horário: 14 às 18h
Tarde do dia 08/11/2011
Tarde do dia 09/11/2011
Tarde do dia 10/11/2011
Jornada Prof. Dr. Jean Hebette “Capital e Campesinato em conflito”
Dia: 08/11/2011
Horário: 19h às 21h30
Os grandes projetos na Amazônia: leituras críticas
Expositores
Ricardo Ângelo(UFAP)
Lucio Flávio(Sociólogo/Jornalista)
Sônia Magalhães NUMA/UFPA
Representante do MST
Mediador: João Márcio Palheta da Silva(UFPA)
A resistência camponesa
Dia: 09/11/2011
Horário: 19h às 21h30
Expositores

Cristina Maneschy(UFPA)
Profª Drª Leonilde Servolo de Medeiros(UFRRJ)
Gutemberg Guerra(UFPA)
Atanagildo de Deus Matos (Diretor do Conselho Nacional das Populações Extrativistas)
Mediador: João Santos Nahum(UFPA)
CONFERÊNCIA DE ENCERRAMENTO
Dia: 10/11/2011
Horário: 19h
Profa. Dra.Rosa Acevedo Marin (NAEA/UNAMAZ)
Dia 11/11/2011
--------------------------------------------

Este poster estará apresentando trabalho em um dos GTs, abordando questões relacionadas a Educação do Campo na região.

Pela transparência!


A Controladoria-Geral da União (CGU) recebe denúncias relativas à defesa do patrimônio público, ao controle sobre a aplicação dos recursos públicos federais, à correição, à prevenção e ao combate à corrupção, às atividades de ouvidoria e ao incremento da transparência da gestão no âmbito da administração pública federal.
Exerça sua cidadania e colabore com a CGU na fiscalização do uso do dinheiro público, enviando denúncias que observem os seguintes requisitos mínimos:
a) Envolvimento de órgão ou entidade do Poder Executivo Federal, quando se tratar de aplicação de recursos públicos federais por estados e/ou municípios.
b) Envolvimento de agentes públicos do Poder Executivo Federal, quando se tratar da aplicação de recursos públicos federais por estados e/ou municípios.
c) Descrição do fato com fundamentação mínima que possibilite a apuração pela CGU.
Observações:
- A denúncia que não contiver fundamentação mínima não será considerada pela CGU.
- A identificação do denunciante não é obrigatória, porém é desejável, na medida em que possibilita a eventual solução de dúvidas quanto aos fatos apontados.
- Para agilizar a apuração, solicitamos que fatos diferentes (saúde, educação etc.) sejam registrados em formulários separados.
Apresentação da denúncia:
A denúncia poderá ser apresentada das seguintes maneiras:
- Por meio do preenchimento e envio do formulário eletrônico de denúncia disponível abaixo.
- Por correspondência enviada para o seguinte endereço: Controladoria-Geral da União, SAS Qd.1, Bloco “A” – Edifício Darcy Ribeiro – Brasília (DF) CEP 70070-905 ou para uma das suas unidades regionais (veja os endereços de contato).
Se possível, deverá ser anexada documentação que ajude a comprovar os fatos denunciados, que poderá ser entregue pessoalmente, enviada por correspondência ou como arquivo digital anexo ao formulário de denúncia

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Altamira: Canteiro da Usina Belo Monte é ocupado!

 A Rodovia Transamazônica (BR-230), a partir de trecho em frente ao canteiro, na altura da Vila de Santo Antônio, região de Altamira, está interditada e só passam veículos transportando doentes.  

Em assembleia realizada na manhã desta quinta-feira, o movimento definiu como principal reivindicação que o governo federal envie autoridades para negociar com os as populações tradicionais o fim das obras de Belo Monte.

Outra decisão tomada pelos ocupantes é que o acampamento no canteiro de obras será permanente e desde já convocam outras entidades e movimentos a cerrarem fileiras nessa luta que, conforme os manifestantes, não irá parar.

Todo o processo de ocupação ocorreu de forma pacífica e é fruto das discussões entre os povos tradicionais durante o seminário Territórios, ambiente e desenvolvimento na Amazônia: a luta contra os grandes projetos hidrelétricos na bacia do Xingu”.

Com o encontro, se pretendia analisar a conjuntura em torno de Belo Monte e discutir respostas às situações de risco e impactos geradas pela usina. As mesas de debate foram suspensas em vista da ação de ocupação do canteiro de obras.

São 21 povos indígenas envolvidos na mobilização. “Para mim, as pessoas que estão querendo fazer essas usinas, são uma doença. São um câncer que vai matar o planeta. Nós somos o remédio para essa doença!”, disse Davi Gavião que segue: “Sou filho de quem foi impactado por uma usina. Faz 35 anos que nosso povo foi retirado da sua área e até agora estamos lutando por uma indenização. Faz 35 anos! Essa Belo Monte vai trazer muitos impactos também. Temos que lutar contra todas as barragens!”. Fonte: Blog Lingua Ferina
 
----------------------------------------------------------------------
 
Atualização:
 
Educandos do CRMB estão presentes na luta contra Belo Monte!

Canteiro de obras da Belo Monte é ocupado!

Imagens  Renato Santana*
 
Cerca de seiscentas pessoas, entre indígenas, ribeirinhos e pescadores, ocuparam o canteiro de obras da Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, na madrugada de hoje (27), segundo informações do Conselho Indigenista Missionário (Cimi). Os manifestantes pedem o fim do projeto da usina.

A assessoria do Cimi informou que a ocupação do local foi pacífica e que os manifestantes não encontraram resistência da polícia ou dos seguranças
do empreendimento. Segundo o conselho, o que motivou a ocupação foi o adiamento do julgamento no Tribunal Regional Federal da 1ª Região sobre o direito dos indígenas de serem ouvidos antes do início das obras.

De acordo com o cacique do povo Kaiapó, Megaron Txucarramãe, outros indígenas da aldeia de Gurupira, em Redenção, estão a caminho do local para aderir ao protesto do grupo.

Texto Agencia Brasil
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Fontes: Agencia Brasil, Lingua Ferina, Blog do Edmilson e William Bruno (CRMB)

Eleição para o Conselho Diretor do CRMB!

No próximo dia 1º de novembro ocorrerá a eleição para eleger os representantes dos docentes no Conselho Diretor do Campus Rural de Marabá - (IFPA). Quatro (4) candidatos concorrem pra valer, dois da situação (defendidos pela direção) e dois da oposição.

O Conselho Diretor faz parte da estrutura organizacional básica do Campus Rural de Marabá, é um órgão superior de deliberação do CRMB, constituído por membros titulares e seus respectivos suplentes, nomeados por portaria do Diretor Geral, após eleitos por seus pares.

Enquanto a direção faz de tudo pra tentar eleger seus aliados, a oposição à direção apoiará os professores: Ribamar Ribeiro Junior e William Bruno Silva Araújo


Ribamar e William Bruno



Ao Conselho Diretor compete:

I.      Aprovar as diretrizes para atuação do Campus Rural de Marabá e zelar
pela execução de sua política educacional;
II.     Coordenar o processo de escolha pela comunidade acadêmica, através de
eleição direta, do nome a ser indicado ao Reitor do IFPA para o cargo de
Diretor-Geral do CRMB;
III.    Apreciar o plano geral de ação, a proposta orçamentária anual e o
orçamento plurianual de investimentos;
IV.     Deliberar sobre contribuições, taxas, emolumentos e prestação de
serviços em geral a serem cobrados pela Instituição;
V.      Apreciar as contas do exercício financeiro, emitindo parecer conclusivo
sobre a propriedade e regularidade dos registros, bem como aprovar o
relatório anual de gestão;
VI.     Definir as normas de funcionamento acadêmico e administrativo do
Campus, em consonância com as normas do IFPA e da legislação em vigor;
VII.    Deliberar sobre concursos públicos para provimento de vagas às
carreiras docente e técnico-administrativa;
VIII.   Deliberar sobre a oferta de cursos;
IX.     Aprovar o calendário anual de referência do Campus Rural, tomando por
base o calendário agrícola regional e as especificidades de cada curso;
X.      Aprovar bancas examinadoras de concursos públicos;
XI.     Aprovar regulamentos internos e normas disciplinares;
XII.    Autorizar o Diretor Geral a conferir títulos de mérito acadêmico;
XIII.   Aprovar a estrutura administrativa e o Regimento Interno do CRMB, a
ser apreciado pelas instâncias superiores do IFPA;
XIV.    Deliberar sobre a política de capacitação a ser estabelecida a cada
ano para os servidores docentes e técnico-administrativos do CRMB, de tal
forma que seja incrementado o incentivo ao constante processo de
aperfeiçoamento e capacitação do seu quadro de servidores;
XV.     Promover alterações deste Regimento Interno com aprovação de 2/3 dos
seus membros efetivos;
XVI.    Regulamentar a concessão e uso de imóveis residenciais do CRMB; e
XVII.   Opinar e deliberar sobre outros temas submetidos à sua apreciação.

§1º. O Conselho Diretor reunir-se-á ordinariamente uma vez por mês e
extraordinariamente sempre que convocado pelo Diretor Geral ou por 2/3 dos
seus membros efetivos.
§2º. O presente Regimento só poderá ser modificado por proposta do Diretor
Geral do CRMB ou de um dos membros do CONDIR, desde que a mesma seja
subscrita por um terço (1/3) dos seus membros.

§ 3. As propostas de alteração do presente Regimento deverão ser aprovadas
em sessão convocada especialmente para esse fim, e pelo quorum mínimo de
dois terços (2/3) da totalidade do Conselho Diretor, com aprovação final
pelo Conselho Superior do IFPA.

O Conselho Diretor Geral, terá a seguinte composição:

I.      Diretor-Geral, como seu presidente;
II.     Diretores de Ensino, Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, Extensão e de
Administração e Planejamento;
III.    Dois representantes dos docentes do quadro permanente, em efetivo
exercício, escolhido por seus pares;
IV.     Dois representantes dos técnico-administrativos do quadro permanente,
em efetivo exercício, escolhido por seus pares;
V.      Dois representantes dos discentes, sendo um dos cursos de nível básico
e outro dos cursos de nível superior, escolhidos por seus respectivos
pares;
VI.     Três representantes dos Movimentos Sociais dos Povos do Campo,
indicados pelas entidades que atuam no Sudeste Paraense, legalmente
credenciadas junto ao CRMB;
VII.    Dois representantes dos Povos Indígenas do Sudeste Paraense de
diferentes troncos;
VIII.   Dois representantes de egressos do CRMB, sendo um formado no nível
básico e outro no nível superior indicados pela respectiva Associação de
Classe ou por Assembléia de ex-alunos convocada pelo Presidente do
Conselho Diretor, exclusivamente para esse fim;
IX.     Um representante dos pais de alunos, indicado pela sua Associação ou
em Assembléia convocada pelo Presidente do Conselho Diretor,
exclusivamente para esse fim;
X.      Um representante do Fórum Regional de Educação do Campo do Sul e
Sudeste Paraense, indicando em reunião plenária desse Forum.

§ 1º. Os membros do Conselho Diretor terão mandato de 4 (quatro) anos,
permitida uma recondução para o período imediatamente subseqüente, com
exceção dos membros previstos no inciso V que terão mandato de 2 (dois)
anos.
§ 2º. A representação prevista no inciso IX não poderá ser escolhida
dentre as instituições que compõem o FREC que já tenham assento no CONDIR.
§ 3º. O Conselho Diretor reunir-se-á, ordinariamente, a cada dois meses e,
extraordinariamente, quando convocado por seu Presidente ou por 2/3 (dois
terços) de seus membros.
§ 4º. A função de Conselheiro não é remunerada.

Art. 9º. A Presidência do Conselho Diretor será exercida pelo Diretor
Geral do CRMB ou, nas suas faltas e impedimentos, pelo Diretor Geral
Substituto.

Art. 10. As demais normas de funcionamento do Conselho Diretor serão
estabelecidas em Regimento próprio, oficializado por meio de Resolução do
Diretor Geral do CRMB e aprovado pela maioria dos seus membros.



==============================================================


Será que o garotinho de calção sabe o que quer isso?