terça-feira, 31 de agosto de 2010

Começa amanhã!

Urnas no Tapiri I e II da Ufpa

Nomeado

(sessão 2 páginas 31 a 35)



--------------------------------------------
Reitor do IFPA usando de suas atribuições resolve:

Através da Portaria 824 - NOMEAR, em caráter efetivo, de acordo com Artigo 9º,inciso I, da Lei nº 8.112/90, RIBAMAR RIBEIRO JUNIOR, CPF560.050.912-04, para ocupar o cargo de Professor do Ensino Básico,Técnico e Tecnológico do Quadro de Pessoal Permanente desta Instituição Federal de Ensino, classe "D I", nível "1" em regime de Dedicação Exclusiva, com lotação no (a) Campus Marabá Rural, código de vaga nº 0842138.

Acelerando!


Com toda atenção voltada para as eleições, e a omissão do Estado, madeireiros invadem Projetos de Desenvolvimento Sustentável, em Anapu (PA), na área onde irmã Dorothy foi assassinada em 2005, para cortar madeira ilegalmente. Famílias assentadas na área tentam proteger a floresta. O clima é tenso no local. A CPT na região encaminhou a denúncia, e agora esperam que os órgãos competentes resolvam mais essa crime no Estado. (Fonte: CPT Nacional)

--------------------------------------

Acelera Pará!

Desacelerou!



Em sessão plenária na Assembleia Legislativa do Pará, os deputados estaduais acabaram de votar contra o veto da governadora Ana Júlia Carepa sobre o megaempréstimo de R$ 366 milhões que o Governo do Estado pretende fazer junto ao BNDES.

Nota de Esclarecimento

Sobre a matéria intitulada “Marabá terá sede do pólo de Licenciatura no Campo” divulgada pela SECOM/PMM, e publicada no Jornal Opiniao na edição de hoje (31)  o Campus Rural de Marabá (CRMB), mantém nas instalações da Escola Santa Teresinha o Curso Técnico em Agropecuária integrado ao Ensino Médio com ênfase em Agroecologia, tendo parceira com a Semed apenas no que se refere à Merenda Escolar. Portanto, não confere o que diz a nota.

Na mira do TSE!

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai julgar os casos do ex-governador do Distrito Federal (DF), Joaquim Roriz (PSC), e do deputado federal Jader Barbalho (PMDB-PA) nesta terça-feira. Os dois são alvos do Ministério Público devido à Lei da Ficha Limpa.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Tudo pronto para o Plebisicito!




O Brasil é o segundo país no mundo que mais concentra terras, perde apenas para o Paraguai. Essa realidade pode começar a mudar com um limite determinado por lei às propriedades rurais. Vote no Plebiscito Popular pelo Limite da Propriedade da Terra.

Urnas estarão espalhadas pelas escolas, igrejas e praças a  partir de amnhã (01) e vai até o dia 7 de setembro, data em que é comemorado o Grito dos Excluídos.

Na mira da rejeição!




Com a menor taxa de rejeição Fernando Carneiro (PSOL) pode ser o grande vencedor deste pleito.

A pesquisa que "ela" não queria!


Justiça libera pesquisa e 53 % não querem Ela!

Parada em movimento!

Parada LGBTT levou milhares as avenidas da Nova Marabá ontem (29) em Marabá.



--------------
Créditos: Foto enviada por Fabiano - vulgo Laion

sábado, 28 de agosto de 2010

Prefeitura de Marabá informa sobre Concurso Público

Prefeitura Municipal de Marabá através da SECOM divulgou nesta sexta-feira (27) que o Edital do Concurso Público 2010, será publicado no início de setembro. As vagas para preenchimento  na administração pública.
O concurso será realizado pelo CETAP (Centro de Extensão, Treinamento e Aperfeiçoamento Profissional)  empresa que ganhou a licitação para realizar o concurso.

-----------------------------------

Atualização

ACESSE AQUI O EDITAL PUBLICADO NESTA QUARTA DIA 03/11

Educação do Campo em debate!

IV Seminário Estadual de Educação do Campo e II Seminário Estadual de Juventude do Campo


Fonte: Forúm Paraense de Educação do Campo

De 9 a 11 de setembro acontecem o IV Seminário Estadual de Educação do Campo e o II Seminário Estadual de Juventude do Campo no Centro de formação Cristã em Ananindeua. Os eventos, reunidos em uma única programação, buscam aprofundar o debate sobre a elaboração e implementação de políticas públicas para educação do campo e desenvolvimento rural na Amazônia Paraense.

As inscrições serão online por meio do endereço portaleducampoparaense@gamil.com e se encerram no dia 31 de agosto.

Mais informações: GEPERUAZ : 3201-7572

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Ainda sobre o Debate!


Fernando Carneiro está confirmado como o vencedor do debate.

Leia mais aqui

Ela tem medo de pesquisa!

A coligação "Acelera Pará" ganhou na justiça o pedido para proibir a divulgação da primeira pesquisa com intenção de votos para o governo do estado.

Rita Soares detalha aqui

Eles são fracos de debates!

Enviado por Tony Marques

Uma aula de história

O futuro do PT

O PT nasceu de cesariana, há 29 anos. O pai foi o movimento sindical, e a mãe, a Igreja Católica, através das Comunidades Eclesiais de Base.

Os orgulhosos padrinhos foram, primeiro, o general Golbery do Couto e Silva, que viu dar certo seu projeto de dividir a oposição brasileira.

Da árvore frondosa do MDB nasceram o PMDB, o PDT, o PTB e o PT... Foi um dos únicos projetos bem-sucedidos do desastrado estrategista que foi o general Golbery.

Outros orgulhosos padrinhos foram os intelectuais, basicamente paulistas e cariocas, felizes de poder participar do crescimento e um partido puro, nascido na mais nobre das classes sociais, segundo eles: o proletariado.

O PT cresceu como criança mimada, manhosa, voluntariosa e birrenta. Não gostava do capitalismo, preferia o socialismo. Era revolucionário. Dizia que não queria chegar ao poder, mas denunciar os erros das elites brasileiras.

O PT lançava e elegia candidatos, mas não "dançava conforme a música". Não fazia acordos, não participava de coalizões, não gostava de alianças. Era uma gente pura, ética, que não se misturava com picaretas.

O PT entrou na juventude como muitos outros jovens: mimado, chato e brigando com o mundo adulto.

Mas nos estados, o partido começava a ganhar prefeituras e governos, fruto de alianças, conversas e conchavos. E assim os petistas passaram a se relacionar com empresários, empreiteiros, banqueiros.

Tudo muito chique, conforme o figurino.

E em 2002 o PT ingressou finalmente na maioridade. Ganhou a presidência da República. Para isso, teve que se livrar de antigos companheiros, amizades problemáticas. Teve que abrir mão de convicções, amigos de fé, irmãos camaradas.

A primeira desilusão se deu entre intelectuais. Gente da mais alta estirpe, como Francisco de Oliveira, Leandro Konder e Carlos Nelson Coutinho se afastou do partido, seguida de um grupo liderado por Plinio de Arruda Sampaio Junior.

Em seguida, foi a vez da esquerda. A expulsão de Heloisa Helena em 2004 levou junto Luciana Genro e Chico Alencar, entre outros, que fundaram o PSOL.

Os militantes ligados a Igreja Católica também começaram a se afastar, primeiro aqueles ligados ao deputado Chico Alencar, em seguida, Frei Betto.

E agora, bem mais recentemente, o senador Flávio Arns, de fortíssimas ligações familiares com a Igreja Católica.

Os ambientalistas, por sua vez, começam a se retirar a partir do desligamento da senadora Marina Silva do partido.

Afinal, quem do grupo fundador ficará no PT? Os sindicalistas.

Por isso é que se diz que o PT está cada vez mais parecido com o velho PTB de antes de 64.

Controlado pelos pelegos, todos aboletados nos ministérios, nas diretorias e nos conselhos das estatais, sempre nas proximidades do presidente da República.

Recebendo polpudos salários, mantendo relações delicadas com o empresariado. Cavando benefícios para os seus.

Aliando-se ao coronelismo mais arcaico, o novo PT não vai desaparecer, porque está fortemente enraizado na administração pública dos estados e municípios. Além do governo federal, naturalmente.

É o triunfo da pelegada.
Lucia Hippolito

Hoje tem Raul no Tapiri!

Clássicos imortais do revolucionário “maluco beleza” no som das bandas de Marabá.

Hoje no Tapiri do Campus I da UFPA

Campus de Marabá da UFPA realizará Congresso Anual

Definida data do Congresso Anual do Campus de Marabá


Abrangendo ações de cultura, ensino, pesquisa e extensão, acontecerá de 19 a 22 de outubro de 2010 o Congresso Anual do Campus, que contará com a participação de todas as faculdades e cursos. O Congresso terá espaço para apresentação e debate dos trabalhos concluídos e em andamento no Campus. As inscrições de trabalhos se darão por grupos temáticos. Durante o Congresso haverá ainda atividades artísticas, literárias e esportivas. Aguardem para breve a programação e as normas de inscrição dos trabalhos.

Aprovada Pós-Graduação no NEAm

Foi aprovado, pelo Conselho Superior de Ensino e Pesquisa da UFPA, o curso de pós graduação em nível de Especialização denominado “EDUCAÇÃO AMBIENTAL, CIDADANIA e DESENVOLVIMENTO REGIOAL” que será desenvolvido pelo Núcleo de Educação Ambiental (NEAm) da UFPA/Campus de Marabá, e que será composto por um corpo docente formado por professores doutores e mestres da UFPA, ICMBio e USP. Trata-se de um curso de 380 horas que estão distribuídas em 12 disciplinas.


As pessoas que realizaram a pré inscrição, bem como os demais interessados devem comparecer ao NEAm, Campus I da UFPA na folha 31, até o dia 9 de setembro de 2010, em horário comercial, munidos da documentação prevista no Edital que se acha publicado nos site www.ufpa.br/campusmaraba e http://www.ceapcarajas.blogspot.com/ e nos murais do campus I. Maiores informações podem ser obtidas pelo fone (94)2101-7118 ou diretamente no NEAm.

Fernando Carneiro vence o debate!

No debate de ontem (26) na RBA apesar de todas as atrapalhadas do mediador, o grande vencedor foi Fernando Carneiro (PSOL). Foi incisivo, apresentou propostas e apresentou dados da realidade do Pará e não teve medo de dizer que os governos do PSDB e PT foram culpados pelo atual descaso.

-----------------------------
Deu no Diário

Após o debate, o candidato ao governo Fernando Carneiro (PSol) também teve grande repercussão na rede social. Carneiro reconhece o poder do Twitter, por salientar o peso do que é debatido. Segundo ele, a coerência programática de seu partido vai ao encontro do pensamento do eleitorado. (Diário Online)

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

É hora romper as cercas!

Acontece nesta quinta (26)  mais uma reunião na tentativa de se chegar a um acordo quanto à fazenda Marambaia, localizada na PA-275, no município de Curionópolis, sudeste do Estado. O encontro vai ser realizado na Casa Civil, em Belém.
A reunião vai contar com lideranças do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), representantes do Sindicato dos Produtores Rurais de Parauapebas, representantes do Incra (Instituto Nacional de Colonização de Reforma Agrária) e do governo do Estado.

Os acampados continuam nas margens da PA - 275, aguardando para o romper da cerca.

Sem audiência!


Cadê a pesquisa?

Candidata do prefeito diz que está em sgundo lugar em Jacundá, mas não mostra os dados da pesquisa: Quando foi registrada; Quem fez a pesquisa; Metodologia da Pesquisa e período da Pesquisa.

Leia aqui

Cadê a pesquisa?

CENSURA NÃO!

A mordaça VERMELHA (já desbotada) fechou a Rádio Tabajara.

A mordaça AMARELA - com bico de tucano tentou bloquear o Blog da Francinete.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Não se esqueçam?

Caloteira!

O nome da Vale foi incluído no Cadastro Informativo de Créditos Não-Quitados do Setor Público Federal (Cadin), uma espécie de SPC da União, pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) sob a alegação de que não estaria recolhendo corretamente a Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Naturais (CFEM), royalties referentes às minas no Complexo de Carajás, no Pará.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do DNPM. A inclusão de uma empresa no Cadin impede sua participação em licitações e também a obtenção de financiamentos. Em nota, a mineradora contesta a decisão do DNPM, alegando que há divergências entre a interpretação da legislação pela companhia e pelo DNPM. "A Vale tem recolhido os valores incontroversos de forma regular e exercido seu direito de defesa contra cobranças que considera indevidas", diz em nota.

Segundo fontes, o argumento da Vale para tentar retirar rapidamente seu nome do Cadin se baseia também no fato da discussão em torno do pagamento dos royalties ainda não ter chegado à última instância. Por isso, o DNPM estaria errado na inclusão do nome no cadastro. Mais aqui



Parauapebas: Seminário Reforma Agrária no Pará: Trabalho Escravo Nunca Mais

Dia 25 de agosto AUDITÓRIO DO CEUP

Tema da Mesa redonda: Trabalho Escravo no Pará – 8h30 às 12h

Mediador João Marcio Palheta
Senador da República do Brasil Jose Nery PSOL
Airton dos Reis Pereira (professor da UEPA/Colaborador da CPT Marabá)
Hélio Moreira (professor da Faculdade de Direito/UFPA/Parauapebas)

Tema Mesa Redonda: Reforma Agrária no Pará – 14h30 às 17h
Mediador: Josiel Pereira
Leônidas Mendes (historiador/educador/estudante de Direito/UFPA)
Raimundo Gomes Neto (UFPA/CEPASP)

Apoio

CEUP/IFCH/UFPA/Faculdade Geografia e Cartografia/Faculdade de Direito/Programa de Educação Tutorial/Pet/MEC/Grupo Acadêmico Produção do Território e Meio Ambiente na Amazônia/GAPTA/CNPq/Turma de Geografia de Parauapebas

FONTE: Blog do Wanterlor

Debate: Candidatos ao governo na RBA


Fernando Carneiro participará do debate na RBA Canal 02 a ser realizado nesta quinta (26) às 22:00. A militância vai se concentrar nos portões da UFPA - Campus 1 a partir das 18:00 com o senador José NERY (PSOL) para fazer panfletagem.

Pega a Bruxa!



De Florestan a Raul!

Em consideração ao legado de Florestan será está sendo promovido um debate para manter vivo o pensamento deste que foi um extraordinário homem, e ajudar aqueles e aquelas que ainda não o conhecem, ter esta oportunidade.

Todos estão convidados  a participar deste evento que ocorrerá dia 27 de agosto, a partir das 08 horas, no auditório do Campus I, da Universidade federal do Pará.

Na noite deste dia estaremos promovendo, também, um tributo a RAUL SEIXAS, no Tapiri, do Campus I, da Universidade Federal do Pará.

Caminhada!


O senador José NERY (PSOL) amanhece o dia em Marabá, onde fará a partir das oito horas caminhada pelo Bairro da Paz. Nery estará acompanhado do candidato a deputado federal OTÀVIO e demais lideranças do bairro e do partido.

Nesta eleição NERY concorre uma vaga para deputado estadual, daqui ele segue para Eldorado, Curionopólis e Parauapebas onde mantém agenda e compromissos de campanha.

Nova opção!

A It’s Pizza Cone  com  o Projeto Cultural “4ªRetrô”, vai dar um novo tom nas noites de quarta feira em Marabá. Ainda mais agora com o fechamento do Candeias,  a cidade ganha uma nova opção.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Plínio no debate!


Plínio vence o debate mais uma vez!

O candidato Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) criticou a ausência da adversária Dilma Rousseff (PT) em debate na noite desta segunda-feira (23), em São Paulo. O encontro é promovido pela TV Canção Nova e pela Rede Aparecida de Comunicação, emissoras de rádio e TV católicas com retransmissoras espalhadas por todo o país.

Além de Serra e Plínio, participou do encontro Marina Silva (PV). Dilma não compareceu alegando "problemas de agenda", e o púlpito dedicado a ela no evento ficou vazio ao lado do candidato tucano.


Cesta Básica!

Eles são assim!

Espaço Aberto

Com o povo!


Nesta quinta (26) tem debate na RBA - Fernando Carneiro (PSOL) estará lá para deixar o seu recado.

Devolve (i)

Já está na justiça o caso da casa do ex-superintendente do INCRA Raimundo Oliveira.

Casa destinada a servidores daquela instituição que continua ocupada desde seu pedido de exoneração, cria mal estar entre a  atual superintendente e o atual candidato a deputado estadual, ambos do PT.


-------------------------------

Saberes da Terra

Uma videoconferência do Programa Projovem Campo - Saberes da Terra  será transmitida a partir das 14 horas do próximo dia 25 (quarta-feira), na sala de videoconferência da UEPA/Campus Marabá, onde serão tratados os seguintes temas:


14h - Roda de conversa sobre "Projetos de produção agroecológica das turmas do Programa"

16h - Sistema de Monitoramento do Projovem Campo Saberes da Terra.

sábado, 21 de agosto de 2010

Sem energia!

Amanhã, 24 localidades do Sul do Pará ficarão sem luz das 7h15 às 12h45 por conta da manutenção preventiva da Celpa, no sistema da subestação de Marabá e serviços de melhorias de suprimento na linha de transmissão Marabá-Xinguara.

 Sul e Sudeste do Pará no escuro de dia!

Segundo Carlos Persinoti, gerente do Departamento de Serviços Técnicos da Celpa, para a realização da manutenção é necessário que haja o desligamento. Esse programa de intervenções pretende melhorar o sistema de energia que a Celpa fornece para seus clientes.

“Será feito manutenção, prevenção e inspeções nos sistemas elétricos das empresas e verificação de alguns pontos para possíveis melhorias”, explica Persinoti. Essa manutenção periódica é planejada com meses de antecedência e terá equipe técnica de Belém, Castanhal e Santarém.

 
Entre os serviços realizados estão poda de árvores, substituição de cruzetas, isoladores, chaves fusíveis e chaves facas ao longo da rede de distribuição de energia.

 
O desligamento será nos municípios de Marabá, Palestina do Pará, Brejo Grand
e do Araguaia, São Domingos do Araguaia, São João do Araguaia, Itupiranga, Redenção, Eldorado dos Carajás, São Geraldo do Araguaia, Piçarra, Sapucaia, Xinguara, Rio Maria, Floresta do Araguaia, Pau D’Arco, Banach, Conceição do Araguaia, Cumaru do Norte, Água Azul do Norte, na localidade de Rio Vermelho e nas zonas rurais de Curionópolis, Santa Maria das Barreiras, Ourilândia do Norte e Canaã dos Carajás. (Diário do Pará)



Coisa do PT!

PF e Anatel fecham a rádio Tabajara FM


Na manhã deste sábado (21), uma fiscalização da Polícia Federal (PF) e Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) fechou a Rádio Tabajara FM, dos jornalistas Carlos Mendes e Francisco Sidou. A rádio, localizada em Belém, foi interditada e proibida temporariamente de ir ao ar nos próximos dias. Os equipamentos foram apreendidos e o local onde a rádio funcionava foi fechado.

O fiscal da Anatel, Luiz Roberto, disse que a rádio não é legalizada, não tem autorização de uso de radiofrequência da Anatel para funcionar e por esses motivos foi interditada. Mas o jornalista Carlos Mendes garante que o fechamento da emissora se deve a uma “perseguição política”.

Mendes disse que a coligação “Acelera Pará”, que apóia a governadora e candidata à reeleição Ana Júlia Carepa, já havia ingressado no Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA), na sexta-feira (20), contra a rádio Tabajara, na tentativa de censurar a emissora e o programa “Jogo Aberto”.

“Ela queria que a emissora fosse multada por termos feitos criticas no programa sobre o aluguel de 450 carros pela Polícia Militar”. O jornalista disse ainda que, em menos de 48 horas, a emissora apresentou a defesa e o caso estava seguindo os trâmites da justiça.

“Fomos surpreendidos com a chegada da Polícia e da Anatel. Com certeza isso não se trata de uma mera coincidência”. Mendes confirmou que a rádio não é legalizada por motivos burocráticos. “Estou correndo atrás dessa documentação, mas, como não tenho apadrinhamento político, esse procedimento é bem mais demorado”, finalizou o jornalista. (Diário Online, com informações do Diário do Pará

http://www.diariodopara.com.br/N-107198-PF+E+ANATEL+FECHAM+A+RADIO+TABAJARA+FM.html

Trótski Vive!


Este poster é trotikista e faz essa belissíma homenagem


Leon Trótski (Ianovka, 7 de novembro de 1879 — Coyoacán, 21 de agosto de 1940) foi um intelectual marxista e revolucionário bolchevique, fundador do Exército Vermelho e rival deStalin na tomada do PCUS à morte de Lenin.
Seu nome em ucraniano é Лев Давидович Троцький, que pode ser transliterado como Lev Davidóvitch Trótskii. Todavia, seu verdadeiro sobrenome era Bronstein (Бронштейн). Pelocalendário juliano, utilizado nos países de tradição ortodoxa, nasceu em 26 de outubro de 1879.
Nos primeiros tempos da União Soviética desempenhou um importante papel político, primeiro como Comissário do Povo (Ministro) para os Negócios Estrangeiros; posteriormente como criador e comandante do Exército Vermelho, e fundador e membro do Politburo do Partido Comunista da União Soviética.




Afastado por Stalin (ou Estaline) do controle do partido, Trótski foi expulso deste e exilado da União Soviética, refugiando-se no México, onde veio a ser assassinado por Ramón Mercader, um agente de Stalin.[1] As suas ideias políticas, expostas numa obra escrita de grande extensão, deram origem ao trotskismo, corrente ainda hoje importante no marxismo.

Trótski nasceu numa pequena localidade do óblast de Kherson na atual Ucrânia, sendo o quinto filho de Anna (? - 1910) e David Leontyevish Bronstein ou Bronshtein (1847 - 1922), um humilde lavrador de origem judaica que havia aproveitado os esquemas de colonização tsaristasna Crimeia para abandonar a área tradicional de residência autorizada aos judeus (o "pálio") e converter-se num próspero, ainda que iletrado, fazendeiro.

Embora a família fosse de origem judaica, não era religiosa; em casa, falava-se russo ouucraniano e não iídiche.



Aos 9 anos, foi para Odessa, a fim de prosseguir seus estudos numa escola tradicional alemã que, ao longo dos anos em que Trótski ali permaneceu, passou pelo processo de russificação, conforme a política czarista da época.

Um bom aluno, Trotski revelava já um temperamento de líder, organizando um protesto contra um professor impopular no 2º ano. Não mostrou, contudo, grande interesse pela política nem pelo socialismo até 1896, quando se mudou para Nikolaev, onde cumpriu seu último ano de estudos secundários.

Posteriormente cursou Matemática por um breve período na Universidade Nacional de Odessa.
Sua irmã Olga viria a se casar com Lev Kamenev, um dos principais líderes bolcheviques e membro do triunvirato liderado por Stálin, que afastaria o próprio Trótski do poder....
(Fonte: Fábio)

Fórum Social Pan-Amazônico em Santarém

Este ano o V Fórum Social Pan-Amazônico será realizado em Santarém , entre os dias 25 e 29 de novembro de 2010. Será um passo adiante para unirmos as resistencias dos povos indígenas,comunidades tradicionais, ribeirinhos, quilombolas, extrativistas,camponeses, trabalhadores da cidade e do campo no rumo da construção de uma Pan-Amazonia que pertença efetivamente .

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Mentira ou verdade?

Direito na Metropolitana: MEC veta!

O MEC (Ministério da Educação) acaba de jogar um balde de água fria em quem sonhava com o curso de Direito particular em Marabá, agora. É que o ministério negou os pedidos de criação do curso por 13 faculdades, entre elas a Metropolitana. As solicitações que chegam à Secretaria de Educação Superior (Sesu) são avaliadas por funcionários responsáveis pela área de regulação e pela Ordem dos Advogados do Brasil. Os critérios analisados antes da autorização são o corpo docente, a infraestrutura das instituições e o projeto pedagógico.
Além disso, um dos quesitos mais importantes considerados para a abertura de um curso de Direito é a relevância social e geográfica da criação do curso. O MEC não divulgou os motivos que levaram a secretaria a indeferir esses 13 pedidos - todos feitos por faculdades privadas. No Pará, além da Metropolitana de Marabá foi vetado o pedido da Faculdade Metropolitana da Amazônica, em Belém.

Lei dos Resíduos Sólidos

O problema do lixo é comum na maioria das grandes cidades, em Marabá não é diferente. Marabá cresce em ritmo acelerado e tem transformado o lixo num fantasma que assombra o governo MAUrino Magalhães (PR).
Depois de 21 anos de tramitação no Congresso Nacional, a lei que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) foi sancionada no início do mês, em Brasília. Durante a cerimônia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que a legislação é uma "revolução em termos ambientais no Brasil".

Com a sanção da PNRS, o país passa a ter um marco regulatório na área de Resíduos Sólidos. A lei faz a distinção entre resíduo (lixo que pode ser reaproveitado ou reciclado) e rejeito (o que não é passível de reaproveitamento), além de se referir a todo tipo de resíduo: doméstico, industrial, da construção civil, eletroeletrônico, lâmpadas de vapores mercuriais, agrosilvopastoril, da área de saúde e perigosos

O Pará quer mudar!

Griladas!

Enviado por José Pedro

ESTE É UM DOS LADOS DOS FAZENDEIROS E DEMAIS ESPECULADORES DA TERRA, PELA QUAL, MUITOS TRABALHADORES CAMPONESES JÁ PERDERAM A VIDA NO PARÁ.




Segundo MPF-PA, fazenda Espírito Santo, no sul do estado, estaria irregular.

CNJ cancelou mais de 6 mil registros imobiliários por suspeita de grilagem.

Robson Bonin, Do G1, em Brasília



O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) divulgou nesta quinta-feira (19) decisão na qual o corregedor nacional de Justiça, Gilson Dipp, determina a anulação de mais de 6.102 registros imobiliários no Pará. Mais cedo, o CNJ divulgou que cerca de 5 mil registros haviam sido anulados no estado.

Segundo o Ministério Público Federal no Pará, a fazenda Espírito Santo, em Eldorado do Carajás, no sul do estado, controlada pela Agropecuária Santa Bárbara Xinguara S.A., braço agropecuário do grupo Opportunity, do banqueiro Daniel Dantas, está entre as com supostas irregularidades no título de posse.

Segundo o MP, a área foi vendida a partir de um título de aforamento –documento usado para conceder terras públicas a particulares sob determinadas condições, como a devida autorização legislativa, por exemplo. De acordo com o MP, o aforamento é uma “situação muito comum no sudeste do Pará”.

Se as condições para a regularização não são cumpridas, as terras devem obrigatoriamente voltar para o domínio público. “No caso da Espírito Santo, o particular não cumpriu as exigências mas, em vez de perder o direito às terras, as vendeu ilegalmente”, segundo o MPF paraense.

O G1 entrou em contato com o advogado e a assessoria de Daniel Dantas e aguarda retorno. Além do banqueiro, políticos e uma multinacional do ramo automobilístico também teriam propriedades com títulos cancelados pelo CNJ. A relação completa com os nomes deve ser divulgada pelo Instituto de Terras do Pará (Interpa) nesta sexta-feira (20).

No Pará, segundo estudo da Comissão Permanente de Monitoramento, Estudo e Assessoramento das Questões Ligadas à Grilagem, responsável pelo levantamento que embasou a decisão do CNJ, a soma de todos os 6.102 registros irregulares representa 110 milhões de hectares “ou quase um Pará a mais em áreas possivelmente griladas”. O estado tem 124 milhões de hectares.

Ao G1, o procurador da República no Pará, Felício Pontes Júnior, explicou que muitos desses títulos de propriedade sequer indicam as áreas existentes. “São títulos que eram usados para a captação de empréstimos, obtenção de créditos de desmatamento, venda, e que agora foram anulados pelo CNJ. Os cartórios vão ter que informar a relação dos títulos cancelados, e o MP vai poder acionar os responsáveis criminalmente.”

Segundo o levantamento da comissão, “em 2005 e 2006, a Corregedoria de Justiça das Comarcas do Interior do Tribunal de Justiça do Estado do Pará realizou várias correições especiais em dezenas de cartórios de registros de imóveis, comprovando a gravidade da grilagem no Pará, até então estimada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário em 30 milhões de hectares”.

Para o procurador da República paraense, a decisão do CNJ representa um avanço no combate à grilagem de terras no estado. “Foi o maior golpe contra os grileiros no estado do Pará.”

Pela Constituição, o Congresso Nacional deve ser consultado sempre que há a concessão de terras públicas com área superior a 2.500 mil hectares. Segundo o levantamento da comissão, mais de 5 mil registros anulados no Pará têm área superior ao limite constitucional sem que tenha sido apresentada a autorização do Congresso Nacional.

“Até hoje, o Congresso concedeu oito autorizações para registro de propriedades no Pará maiores do que o limite constitucional. Mas os cartórios registravam mais de 6 mil títulos de imóveis entre 2.500 e mais de 1 milhão de hectares”, diz o estudo.

A Justiça paraense bloqueou em 2006 os mais de 6 mil registros que agora foram anulados pelo CNJ. Atualmente, no Instituto de Terras do Pará tramitam cerca de 180 processos requerendo informações para fins de desbloqueio das áreas, o correspondente a menos de 2% dos registros supostamente irregulares

Aviso de Pauta

Cancelamento de títulos de terras irregulares no Pará


A Comissão Permanente de Monitoramento, Estudo e Assessoramento das Questões Ligadas à Grilagem no Pará formada pelo Tribunal de Justiça, Ministério Público, Instituto de Terras do Pará, Advocacia geral da União, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, Comissão Pastoral da Terra, Ordem dos Advogados do Brasil e Federação dos Trabalhadores na Agricultura atenderá a imprensa amanhã, em entrevista coletiva, para falar sobre o provimento do Conselho Nacional de Justiça que ordenou o cancelamento de títulos irregulares nos cartórios de imóveis do Pará.

Já confirmaram presença o desembargador Otávio Marcelino Maciel, o procurador da República Felício de Araújo Pontes Jr, o presidente do Iterpa José Héder Benatti, o Procurador Geral do Estado, Ibrahim Rocha e o chefe da AGU no Pará, Mauro Ó de Almeida, o vice-presidente da OAB, Valdo Pinto, a representante da Comissão Pastoral da Terra, Jane Silva e o presidente da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos, Marco Apolo.

A coletiva será às 14h, na sede do Iterpa em Belém, na Rua Farias de Brito, 56, próximo ao mercado de São Brás.

Assessoria de Comunicação do Iterpa

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Uma aula de Agroecologia!

Os alunos do CRMb ( Campus Rural de Marabá) tiveram o prazer de conhecer hoje (19), Francisco Caporal - Engenheiro Agrônomo, Mestre em Extensão Rural (CPGER/UFSM), Doutor pelo Programa de “Agroecología, Campesinato e Historia”, Universidad de Córdoba (Espanha).

No auditório do Campus II da UFPA puderam ver de perto Caporal falando de Agroeocologia, numa aula inaugural do curso de especialização daquela instituição.

Agroecologia constitui o campo do conhecimentos que promove o “manejo ecológico dos recursos naturais, através de formas de ação social coletiva que apresentam alternativas à atual crise de Modernidade, mediante propostas de desenvolvimento participativo desde os âmbitos da produção e da circulação alternativa de seus produtos, pretendendo estabelecer formas de produção e de consumo que contribuam para encarar a crise ecológica e social.

 Em essência, o Enfoque Agroecológico corresponde à aplicação de conceitos e princípios da Ecologia, da Agronomia, da Sociologia, da Antropologia, da ciência da Comunicação, da Economia Ecológica e de tantas outras áreas do conhecimento, no redesenho e no manejo de agroecossistemas que queremos que sejam mais sustentáveis através do tempo.

Neste sentido, o Campus Rural de Marabá tem como  princípio o enfoque Agroecológico em todos seus cursos. 

Kit Voto!

Sem credibilidade pra poder condecorar?

Comentário postado abaixo expôe com bastante precisão um tipo de "golpe" aplicado na cidade.

----------------------------


CLUBE DE XADREZ MARABÁ disse...



Destaque Empresarial e a Responsabilidade Social



No município de Marabá afagar o ego de empresários e políticos é uma arte e um bom negócio. Pelo menos é o que penso quando vejo a divulgação de destaques empresariais de um determinado instituto de pesquisa.

Os empresários e políticos locais abraçam muito fortemente estes órgãos por lhes darem uma visibilidade, fruto de “pesquisa no comércio local”.

 

Olhando as páginas de um noticioso local, vejo a chegada de um dirigente de um órgão de pesquisa que, realizará a 11ª Festa de Condecoração. Porém, o que não se sabe é a origem deste, de que forma é feita esta pesquisa ou se é mesmo realizada. O que acontece, é que rende uma fortuna aos seus realizadores. Isto sem contar que a entidade não apresenta o seu site, sua metodologia, nada.

A Cidade de Marabá não precisa destes oportunistas que não possuem instalação local e nem contribuem para o crescimento empresarial, político e social.



O que precisa para ser reconhecido para receber uma condecoração? Basta aceita o pagamento da referida comenda que lhe dará direito ao baile, jantar e publicidade.



O que vejo é que não há nenhum fundamento a tal pesquisa. Muito menos são reconhecidas as melhores empresas. Tudo é em função de uma imagem de sucesso e a contrapartida financeira ao instituto.



A sociedade precisa abrir os olhos e fugir destas artimanhas. Não estou dizendo que se trata de um golpe, pode ser que não seja. Como a entidade não está estabelecida em Marabá e nem se sabe onde, como não encontramos o site e etc, fiquemos precavidos com estes recohecimentos fáceis.

Por outro lado, quais os critérios para receber esta comenda, você sabe? Tempo de funcionamento, limpeza e higiene, produtos fiscalizados, responsabilidade social, investimento na cidade e nos seus funcionários.



Lamento mais não me convence a tal pesquisa e a credibilidade da entidade. Pesquisei o nome e a sigla para ver se encontrava o site da “danada”. Não encontrei nada. Mas, fiquei sabendo que a mesma aplica a mesma estratégia no Brasil todo e ninguém fica incomodado.



Vale a pena se aprofundar neste assunto e divulgar muito. Tem muita gente pagando caro e o dinheiro sumindo da praça de Marabá.



Francisco Arnilson de Assis



8166-1616

Eleições 2010: Eles calaram!

Se não tem FECAM, vamos de FEMPA!

Continuam abertas desde o dia 02 de agosto as inscrições para o FEMPA – Festival de Música de Parauapebas. O festival está em sua quarta edição e visa a fortalecer o intercâmbio cultural, valorizar e incentivar a criação musical da região, além de dar visibilidade a novos talentos.
Este ano, a novidade é a premiação extra “Prata da Casa”, que será entregue ao concorrente de Parauapebas com melhor pontuação no concurso. Quem faturar o prêmio recebe, além do troféu, uma quantia de 2.500 reais. Ao todo são 24 mil reais em premiação, distribuídos em 1º, 2º e 3º lugares, melhor intérprete, melhor letra, voz do povo e prata da casa.
O evento promovido pela Prefeitura Municipal de Parauapebas já tomou expressão nacional. Em 2009, sete Estados entraram na disputa com 80 músicas inscritas. Destas, 24 foram selecionadas e fizeram uma disputa de alto nível nos três dias do festival

Debate mostra três candidatos iguais

                                                 Debate mostra três candidatos iguais

Carta aberta!

Leônidas Mendes solicita, e o blog publica, na íntegra, comentário escrito por ele e encaminhado ao Blog do Hiroshi Bogéa.


“ Hiroshi…

Espero que, em respeito a liberdade de opinião, você publique este breve comentário. Mas, ou você, ou quem lhe informou, está faltando com a verdade quando se trata da mobilização do MST aqui, na região sudeste do Pará. Primeiro, a tese do admirável gado novo, isto é, que o povo é sempre conduzido, que é preciso alguém mais alto pra lhe guiar, é preconceituosa e trata nosso povo como gado pra ser tocado. Devo lhe dizer que, como historiador, um dos méritos do MST foi ter escapado a esta lógica e primar pelo debate e pela opinião de todos os seus membros; seus líderes não são "novos Düces", são pessoas comuns e discutem tudo com os participantes, da segurança à saúde de seus assentamentos/acampamentos.

Segundo, um eterno problema de quem não vem viver de perto o movimento de luta pela terra no Brasil, quando não tenta a criminalização (a tese da invasão de propriedade; diga-se de passagem, nem os fazendeiros crêem mais nela, pois, há muito o MST só promove ocupação em grandes fazendas sabidamente grilhadas vez que não querem aumentar o desgaste natural junto a opinião pública e sabem que qualquer juiz certamente determinaria a reintegração de posse. Meu caro Hiroshi, veja que os fazendeiros já perceberam isso, não só mudaram seu discurso como mudaram seus métodos: foram eles que fecharam a PA e não os sem-terras); ou tentam a politização, isto é, há sempre pessoas e interesses político-partidários exógenos no movimento, enganando o povo.

Ah! Hiroshi, tenha dó! Você se lembra que antes diziam que era o PT que conduzia o movimento? Agora são "lideranças ligadas ao PSOL. Você só pode estar de brincadeira! Venha ao acampamento, você verá que algumas lideranças até nutrem simpatia pelo PT (o PT de Lula e Dilma, entenda bem; não o PT de Ana Júlia e Cláudio Puty), outros pelo PSOL (da Heloisa Helena e do Edmilson Rodrigues), outros pelo PCdoB, outros pelo PSTU, etc, etc, etc. Mas, também verá que há quem tenha simpatia pelo PMDB (isso mesmo, pelo PMDB e pelo Jader, que, aliás, terá muitos votos entres os militantes do movimento, provavelmente mais do que o candidato do PSOL; e eu, lhe garanto, lamento muito por isso).

Como venho acompanhando, como historiador que sou, o MST e suas mobilizações, tenho conversado muito com seus integrantes, e posso lhe assegurar, convido-o mesmo a vir ver de perto, é aberto, está à beira da estrada: muitos, inclusive, afirmam que vão votar no tal do Jatene (e uma vez mais posso lhe garantir que lamento). Pois é, meu caro Hiroshi, não é gado, não se trata de crianças, nem de soldados, são pessoas, seres humanos comuns, como eu e você, têm opiniões, gostos, desejos, sonhos, vontades e não são tangidos.

Espero que você tenha lido a excelente entrevista do Charles Trocate no blog do Zé Dudu; se não, leia. Você verá que porque o MST vem resistindo às perseguições (inclusive da grande mídia, do PIG, segundo PHA), aos massacres, aos assassinatos de seus líderes; e notará quão importante foi escapar da lógica do admirável gado novo.

(Devo lhe dizer que enviarei cópia deste texto para outros blogs; que não sou membro do MST; que não tenho delegação para falar em seu nome; que não sou dono da verdade, mas estou acompanhando, como historiador, as ações do movimento há muito tempo)

Sem mais, agradeço pelo espaço,

Leônidas Mendes Filho

(Parauapebas/PA)

56 municípios concentram 47% da renda


Enquanto 1% dos municípios brasileiros mais ricos concentrava 21% da riqueza do País em 1920, em 2007 a concentração dessa riqueza subiu para 47% nos 56 municípios mais ricos. É o que revela o Comunicado do Ipea nº 60 – Desigualdade da Renda no Território Brasileiro, apresentado pelo presidente do Instituto, Marcio Pochmann, na quinta-feira (12), na sede do Instituto, em Brasília

O estudo analisa a desigualdade e concentração de renda por meio dos Produtos Internos Brutos (PIBs) e PIBs per capita nos municípios e teve como referência os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), considerando um período de quase 90 anos – de 1920 a 2007. O Comunicado aponta que os 40% dos municípios mais pobres respondem por apenas 4,7% do PIB do Brasil. No caso dos municípios entre os 70% mais pobres, a participação caiu de 31,2% em 1920 para apenas 14,7% em 2007. E somente 556 municípios, 10% dos municípios brasileiros, respondem por quase 4/5 da renda do País.


Leia estudo completo AQUI

Eita Itacaíunas!

Pirucaba está de volta, dessa vez em pleno processo de degradação.

Bomba!!!

Folha denuncia


O governo de Ana Júlia Carepa (PT-PA), candidata à reeleição, assinou um contrato para comprar e distribuir 5.000 cestas básicas, conforme publicação de hoje do "Diário Oficial" do Pará.
O Ministério Público Federal informou que abrirá uma investigação sobre a aquisição para apurar se ela configura ilegalidade ou mesmo crime eleitoral.
Segundo o que foi publicado, as 5.000 cestas básicas custarão R$ 197 mil aos cofres públicos. Elas serão adquiridas de uma empresa de Ananindeua (PA), que ganhou uma concorrência pública num pregão eletrônico.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Mais um!


No seu lugar deve assumir a lider do agronegócio da região - uma dublê de Kátia Abreu.

Atestado de incompetência

...mas agora com muito mais experiência vou poder fazer muito mais! (Donana)

Nas cidades

O MST em nota enviada informa que neste mês de agosto farpa uma ampla mobilização pelas cidades, de 16 a 20. Vai levantar bem alto a bandeira vermelha da Reforma Agrária, que é uma luta de todos. Além disso, produz alimentos saudáveis, sem venenos, gera empregos, garante a educação.


No último período, a luta pela Reforma Agrária ficou mais difícil. O inimigo continua sendo o latifúndio, que mantém o cativeiro da terra, expulsando muitos trabalhadores e trabalhadoras – principalmente a juventude do campo.

Ainda sobre Florestan

Por E-mail

No dia 10 de agosto completou 15 anos que perdemos o nosso grande mestre, sociólogo, revolucionário, marxista, FLORESTAN FERANANDES. Seu falecimento aconteceu pouco mais de uma semana de ter sido submetido a um transplante de fígado.



Florestan Fernandes foi vitima do precário sistema brasileiro de saúde pública, quando, depois de uma cirurgia sem riscos, recebeu uma transfusão de sangue contaminado pelo vírus da hepatite B.


Como intelectual radical e socialista, Florestan relacionou-se sempre, em todas as oportunidades que teve, com o movimento sindical e com campanhas que colocavam em questão as reforma sociais, como chegou a afirmar em uma de suas falas.


Foi importante e muito grande a contribuição que Florestan proporcionou na academia, na política partidária, e junto aos movimentos sociais, principalmente ao lado do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra – MST.


Pela consideração que temos a Florestan e seu legado estamos promovendo um debate para mantermos vivo o pensamento deste que foi um extraordinário homem, e ajudar aqueles e aquelas que ainda não o conhecem, ter esta oportunidade.


Convidamos todos(as) interessados(as) a participarem deste evento que ocorrerá dia 27 de agosto, a partir das 08 horas, no auditório do Campus I, da Universidade federal do Pará.


Na noite deste dia estaremos promovendo, também, um tributo a RAUL SEIXAS, no Tapiri, do Campus I, da Universidade Federal do Pará. ( enviado pelo Sociólogo Thiago Martins)

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Começa hoje!

 A propaganda eleitoral gratuita dos candidatos às eleições começa a ser veiculada hoje no rádio e na TV, indo ao ar até 30 de setembro. O horário tem como objetivo divulgar as propostas dos mais de 20 mil candidatos às eleições e será veiculado em dois blocos de 50 minutos, sempre às 7h e às 12h no rádio e às 13h e às 20h30min na TV. Além dos programas em bloco, serão veiculados 30 minutos diários - seis para cada cargo - em forma de inserções de até 60 segundos.


O estilo contundente e irônico de Plínio de Arruda Sampaio do PSOL, dará o tom da campanha a partir de hoje (170 na TV.

Agroecologia em debate

Um caos!

O trânsito de Marabá com as obras do governo federal de duplicação  da Rodovia Transamazônica virou um caos!

Com a mudança do acesso aos três distritos urbanos, o resultado foi a intensificação de mais problemas. O congestionamento tem tirado a paciência de muita gente.

----------------------------


Itinerário – Durante a interdição, o itinerário dos ônibus também foi alterado no trecho afetado. As Linhas Liberdade e Novo Horizonte KM-06, bem como Jardim União KM-06, não sofreram nenhuma alteração no itinerário. As linhas Liberdade e Novo Horizonte – Folha 10; Liberdade e Novo Horizonte – Folha 15; e São Félix saída do Núcleo Cidade Nova com destino a Nova Marabá (ao chegar no trevo os ônibus não entram diretamente na Marabá Pioneira).

Ao chegar no trevo de acesso a Marabá Pioneira, seguem até o retorno em frente à Rodoviária, onde retornam para entrar na Marabá Pioneira, fazendo toda a rota da Pioneira e, na saída, entram no bairro Santa Rosa via Avenida Silvino Santis e Estrada das Mangueiras, saindo nas Folhas 14 e 15, passando pela Folha 23 até a rotatória da Folha 15, seguindo até o posto Verdes Mares e Rodoviária, onde fazem a manobra e continuam no itinerário normal da linha. O retorno das Folhas para Marabá Pioneira e Cidade Nova permanece sem alteração.


Linhas: Jardim União – Marabá e Vila S. José Ao chegar no trevo da Marabá Pioneira, seguem até o retorno em frente à Rodoviária, onde retornam e entram na Marabá Pioneira, continuando normal todo o restante do percurso desta linha.


Linha: Morada Nova - Marabá Pioneira A única mudança será na saída da Marabá Pioneira, ou seja, após o trevo os ônibus passam pela ponte do Rio Itacaiúnas até o retorno que dá acesso ao Novo Horizonte (em frente ao novo prédio da Câmara Municipal), e retornam seguindo normalmente até Morada Nova.


Todos os ônibus das linhas 15, 16, 17 – 10, 11, 12 e São Félix, atendem aos passageiros que se deslocam até as Folhas 14, 15, 22 e 23.

Censo 2010!

No ar!

A criação da pagina virtual faz parte de uma série de atividades de comunicação, adotadas pelo MST/Pará, contra a hegemonia informativa e manipulativa da grande imprensa, sobretudo da região amazônica, fazendo uso desse instrumento de interação social para que possamos informar não, apenas, sobre nossas ocupações no estado, focadas sempre contra o latifúndio e a sua barbárie, que torna perene o trabalho escravo, desmata e deixa a terra improdutiva, mas, também fomentar um conteúdo das várias frentes de atuação do movimento na região, que perpassam pela organização das comunidades Sem Terras, da agricultura camponesa e a emancipação político-intelectual dos trabalhadores através do trabalho, da educação e da cultura.

Vale ressaltar, ainda, que nos últimos tempos a criminalização empregada

aos movimentos sociais pela imprensa burguesa, deslegitima toda ação, criando uma confusão de entendimento e sempre negando a possibilidade de uma informação que ao menos politize o debate da necessidade da realização da Reforma Agrária.

Aos desavisados dizemos: será premissa da pagina do MST/Pará trazer à tona essa discussão em todas as perspectivas; certamente será uma fonte de consulta para quem o obvio e manipulação não servem.

Por fim, estudos acadêmicos, pesquisas e artigos de especialistas

referenciando a região amazônica e seus impasses de natureza econômica e social, pouco divulgado em nosso meio, ganharão espaço notório no pagina MST/Pará.
Portanto, convidamos a todos e todas que acessem, utilizem, opinem e façam da pagina do MST/Pará mais um instrumento de nossa luta!   AQUI
Secretária Estadual MST/PA

imprensapa@mst.org.br

domingo, 15 de agosto de 2010

Memória: Pra não esquecermos da nossa História!

A data passa despercebida, mas, há exatos 187 anos, em 15 de agosto de 1823, quase um ano depois do “Grito do Ipiranga”, a Província do Grão Pará aderiu oficialmente à independência do Brasil.


O Pará foi a última província a atender D. Pedro I e jogar ao chão os laços da coroa portuguesa, e só o fez porque caiu em um blefe patrocinado pelo Almirante John Grenfell, contratado pelo imperador do Brasil para subjugar os insurgentes.

Grenfell desembarcou no Porto de Salinas, em 11 de agosto de 1823 e foi ter com os governantes do Pará, aos quais deu um ultimato: ou se uniam ao Brasil ou teriam o território invadido e bloqueado pela sua poderosa esquadra.

A “poderosa esquadra” do Almirante inglês era composta de um único brigue cuja tripulação não portava mais que 100 homens.

Mas a noticia de que “a poderosa esquadra” estava à espreita tomou conta de Belém. A população se alvoroçou e o governo convocou uma assembleia no Palácio Lauro Sodré.

Ao final da assembleia o governo resolveu pela adesão e colocou como única condição a manutenção dos cargos públicos, ou vocês pensam que esta coisa de querer manter os cargos quando muda o governo é coisa de hoje?

Tudo foi resolvido no dia 11, mas, somente em 15 de agosto a adesão foi oficializada.

(Fonte: Parsifal)

Flores, fumaça e gente!

Fotos Ribamar (15/08/10)

Em Parauapebas a beleza dos Ipês se contrasta com a fumaça das queimadas, e como escreve o Wanterlor muito bem sobre isso:

A beleza da florada dos ipês contrasta com a fumaça que encobre toda cidade.

Fumaça das queimadas urbanas. Queimadas que a secretária de meio ambiente não consegue combater.


Leniência!
Descasos!
Incompetência!
Queimar é crime ambiental (Lei 9605, de 112/02;1998. Esta lei prevê prisão e multa.

Toda fumaça é muito danosa à saúde, crianças, idosos e enfermos são os mais prejudicados.
Todos nos temos direito de respirar ar e, não, fumaça.]
Não há necessidade de queimar. Há alternativas correta e legais.


Para o governo de Parauapebas e Secretária de Meio Ambiente as ações de combate as queimadas não passam das placas de propagandas.
Lembre também, disso na hora do seu voto.
Se ha fumaça é porque existe a conivência do poder público.

Outras imagens também são vistas no blog do Waldir

Poema dominical

SOMOS


Somos o quadro ainda não terminado.
Somos a música que ainda não tem todos os sons.
Somos as florestas onde ainda não floresceram todas as sementes.
Somos o cosmos que ainda não mostrou todos os planetas, sóis e estrelas.

Somos o silêncio que ainda faz som.
Somos a alegria que ainda não morreu de felicidade.
Somos o vazio pleno de esperança.
Somos a esperança plena de desespero.

Somos a coragem trêmula de pavor.
Somos anjos que brincamos com demônio.
Somos demônio que queremos ser anjos.
Somos santos pecadores.

Somos virtudes.
Somos pó de estrelas.
Somos luz.
Somos muito mais do que somos.
*(Autor Desconhecido)

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Assim não Vale!

No blog Lesionados Vale

Mais um trabalhador sofreu acidente fatal nas minas da Vale em Carajás. Desta vez, foi o companheiro de nome Damázio da empresa contratada da vale de nome MAKRO. Segundo informações preliminares colhidas pelo Blog, o acidente aconteceu quando o funcionário estava participando de uma manobra com um guindaste.


o Blog está colhendo maiores informações acerca desta fatalidade com mais um trabalhador nas minas da "vale". Quando acontece acidentes na área da empresa - que não são poucos - ela sempre esconde informações da imprensa.

Não se tem informação de nenhum inquérito policial, que foi aberto, relacionados a acidentes nas dependências da vale em Carajás. Será porque?

Boletim EduCampo

O Fórum Regional de Educação do Campo acaba de publicar a terceira edição do Jornal Informativo EduCampo. Para acessar clic aqui

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Opção?


Depois do desflorestamento, eles optaram por eucaliptalizar. Esse é o cenário na região que compreende os municípios de Rondon do Pará na BR 222 a Paragominas na BR 010 em direção a Belém (PA).

A maior parte da paisagem é vista de plantio de Eucalipto, apesar de não ser nenhuma novidade ontem (11) pude perceber por essas bandas a imensa concentração de terras que permeia essa região. E o quanto foi desmatado nos últimos anos se relacionarmos pelas grandes serrarias que ainda se vê ao logno da estrada, ou resto delas.

--------------------------


Fazendeiros armados!

Com a omissão do Estado fazendeiros armados!

PA-275: bastidores do último faroeste

A cada dia aumenta o número de famílias ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-terra (MST) acampadas em frente à fazenda Marambaia, à altura do km-45 da PA-275, reivindicando a desapropriação da fazenda de terras griladas e improdutivas para fins de reforma agrária, além do desarmamento de fazendeiros e pistoleiros nas fazendas e o fim das ameaças de morte contra dirigentes do MST no Pará. A Marambaia é uma das nove fazendas para as quais foi solicitada vistoria ao Incra desde abril de 2008.

O Siproduz, sindicato dos fazendeiros de Parauapebas, exige que as forças policiais retirem os acampados e os fazendeiros permanecem mobilizados e armados para defender o que consideram patrimônio seu. Já os camponeses dizem que não saem: “as famílias estão entre a cerca e a estrada, portanto em terra pública, tendo todo direito de permanecerem por lá” argumentam.

Para o advogado José Batista, da Comissão Pastoral da Terra (CPT), “é da maior gravidade esta articulação de fazendeiros para assassinatos de dirigentes do MST, haja vista que nesse grupo de empresários fazendeiros está José Marques Donizete, assassino de Onalício Araújo Barros, o Fusquinha, e Valentim Serra, o Doutor, militantes mortos em 1998, e que sequer foi a julgamento depois de 12 anos”.

O MST reitera, segundo o dirigente Charles Trocate, que a rodovia atravessa a maior concentração de fazendas com terras griladas e improdutivas no sul do Pará, entre os municípios de Parauapebas e Curionópolis.

Não por acaso, duas portarias do Instituto de Terras do Pará (Iterpa), ambas publicadas no Diário Oficial da União em 16.04.2010, arrecadam e incorporam ao patrimônio do Estado cerca de 205 mil hectares de terra devoluta nos municípios de Parauapebas (aqui incluida parte da Colônia Paulo Fonteles) e Marabá, denominada Gleba Ampulheta I e II. Boa parte desse território pode ter sido mesmo grilado e anexado às fazendas disseminadas ao longo da PA-275.

Na iminência do confronto, um fato continua a chamar a atenção. “Na manhã do dia 6 de agosto, quando o movimento saiu em marcha pela estrada e à altura do km-12 os camponeses foram barrados pelos fazendeiros com a obstrução com pneus queimados e disparo de armas de fogo, a intervenção da Tropa de Choque da capital foi visivelmente contra os trabalhadores”, diz Maria Raimunda, dirigente do MST regional. “Os militares se posicionaram contra nós, que sofremos o ataque, não contra os fazendeiros e pistoleiros armados”, detalha.

Conforme o coordenador do Assentamento Palmares, Eurival Martins, o próprio sargento Marco Antonio admitia que “quando chegamos aqui, constatamos que os fazendeiros estavam fortemente armados, foram eles que fecharam a rodovia, mas infelizmente não conseguimos atuá-los em flagrante e agora precisamos de um mandato de busca e apreensão do delegado da policia civil da região para procurarmos as armas”.

Capiturado no Quaradouro

Plebiscito Popular

Falta menos de um mês para o início do Plebiscito Popular pelo Limite da Propriedade da Terra no Brasil. Entre os dias 01 e 07 de setembro, toda a sociedade brasileira terá a oportunidade de dizer se é a favor ou contra a concentração de terras no país, ou seja, se concorda ou não com o latifúndio.


A população brasileira também é convidada a participar de um abaixo-assinado que já está sendo circulando em todo país e que continuará após o Plebiscito. O objetivo desta coleta de assinaturas é entrar com um Projeto de Emenda Constitucional (PEC) no Congresso Nacional para seja inserido um novo inciso no artigo 186 da Constituição Federal que se refere ao cumprimento da função social da propriedade rural.

Unifespa na gaveta!

Sete universidades federais mineiras assinaram ontem (10) um protocolo que prevê uma maior integração entre as instituições, inclusive no planejamento acadêmico, para atender às necessidades da região. O grupo reúne as universidades federais de Alfenas, Itajubá, Juiz de Fora, Lavras, São João Del-Rei, Ouro Preto e Viçosa. O documento foi assinado pelos sete reitores e pelo ministro da Educação, Fernando Haddad.



A Superuniversidade, como está sendo chamada, deve começar a funcionar em 2011. Com a oficialização do convênio, as instituições têm até 15 de outubro para elaborar um plano de desenvolvimento institucional conjunto, que incluirá as estratégias comuns de ação para os próximos cinco anos.
 
Enquanto isso, a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará continua na gaveta do Haddad!

Capital da energia!

Tucuruí (PA)

-------------------------
Para contrapor

Várias comunidades bem próxima a UHE ainda não dispôe de energia.

A usina hidrelétrica de Tucuruí é a maior hidrelétrica genuinamente nacional, localizada no Rio Tocantins, no município de Tucuruí, sudeste do Pará, a 310 quilômetros de Belém. A obra começou a ser projetada no ano de 1973, em plena ditadura militar, e só foi concluída em 1984, durante o governo Figueiredo. A área encoberta pode ser comparado há 304 campos de futebol, equivalente a 3.007 km².

 
Como foi construída antes da lei que exige a realização de Estudos e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima) como pré-requisito para o início da obra, o mesmo foi elaborado simultaneamente à sua construção, sem quase nenhuma influência. Assim, o alcance do lago foi imprevisível e, na época, milhares de pessoas tiveram que sair às pressas de suas casa pois a água já estava próxima. A barragem deslocou cerca de 32.000 pessoas e há 25 anos elas lutam para garantir direitos.

 
Em 1978, sem quaisquer informações acerca do projeto, as famílias atingidas começaram a ser cadastradas para fins de indenização pela Eletronorte, empresa responsável pela obra. Em 1981 a empresa deu por concluídas as indenizações e ofereceu uma pequena ajuda para aqueles que optassem em abandonar a área por conta própria. Os poucos reassentados enfrentaram uma realidade bem distinta do que havia sido prometido.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Entrevista com Trocate

No momento em que militantes do MST e fazendeiros da região do Carajás estão frente a frente na PA-275, separados por uma guarnição da Polícia Militar do Pará, o blogger ZE DUDU entrevista um dos líderes do Movimento dos Sem Terras no sul e sudeste do Pará.


Paraense de Castanhal, 33 anos, dezoito deles dedicado à luta pela reforma agrária na região, Charles Trocate (foto), um moreno de fala mansa, de aparência pacífica, que passou pouco mais de seis meses na escola, aprendendo a ler na marra e que hoje não fica um dia sem ler, chegando a se auto intitular “um filósofo desocupado”, autor do livro “Poemas de barricadas”, lançado em 2002

Leia aqui a entrevista completa


--------------------------

Nota do Poster

Está na hora de rever essa posição de apoio a Puty e demais mandantes de prisão de lideranças!

Genival, o breve!

Chega em nossa caixa de comentário informação de que o prefeito de Eldorado do Carajás, Genival, O breve! de que através de decreto tenta enquadrar seus secretários e assessores mais próximos a não fazer aliança eleitoral sem a devida permissão.

Leia aqui cópia do decreto.

Festival de Música!

Parauapebas tem!!!
Marabá não tem!!

--------------------------

Parauapebas sai na frente com a divulgação do seu quarto festival, enquanto Marabá da folha que cai, ainda não tem nenhuma perspectiva com relação a realização do seu FECAM.

?????????

Castanhal: Formação de Formadores do Saberes da Terra

O poster se encontra em Castanhal (PA) participando da FORMAÇÃO DE FORMADORES-  Planejamento 4º Círculo Epistemológico do PROGRAMA PROJOVEM CAMPO SABERES DA TERRA

O objetivo é discutir o Eixo Temático Desenvolvimento Sustentável e Economia Solidária, com estudo sobre desenvolvimento sustentável e sustentabilidade. Desenvolvimento Sustentável: desafios, limites e potencialidades na Agricultura Familiar. Enfoque Territorial: contextualização histórica e conceito de território, território rural e território de cidadania. Políticas Públicas e sustentabilidade na Agricultura Familiar. Experiências de promoção do desenvolvimento rural no enfoque territorial. Reflexão sobre o contexto histórico e as formas de economia solidária no Brasil: Cooperativismo, Associativismo, micro-crédito; Mercados Solidários; Comércio Justo. Análise de conceitos de solidariedade; relações sociais e econômicas presentes na sociedade em geral; capital social enquanto possibilidade de desenvolvimento humano e solidário

Paruapebas: Governo Darci convoca policia pra conter manifestação de professores

TROPA DE CHOQUE REPRIME MANIFESTAÇÃO PACIFICA DA COMUNIDADE DO CEDERE I



Fiquei abismado com o abuso de poder usado pelo "Governo Cidadão" de Parauapebas que numa tentativa de desmobilizar a manifestação pacifica da Comunidade do Cedere I, chamou a tropa de choque que está na região, para reprimir a ação dos manifestantes que tinha a intenção de chamar a atenção do governo para com os problemas que afetam aquela comunidade: falta de construção da escola, pereseguição política aos servidores da escola, falta de infraestrutura na comunidade, dentre outras reivindicações.

Na ocasião estava fazendo parte da Comissão do PCCR do SINTEPP, visto que havia sido marcado anteriormente agenda para o dia 10/08, com o governo onde retomariamos a mesa de negociação do novo Plano de Cargos e Salários dos servidores da educação. Todavia a agenda estava desmarcada e nem ao menos nos deram satisfação do motivo.

Ao sairmos da Prefeitura encontramos a tropa de choque intimidando os manifestantes (na maioria mulheres e estudantes), chegando a prender o professor Lindomar e levá-lo de forma arbitrária para delegacia de polícia. Na ocasião a nossa Coordenadora Geral do SINTEPP tentou intermediar nas negociações e foi ofendida pelo Major da PM Justino, do comando de Parauapebas que ameaçou bater na cara dela por mais de uma vez, o fato pode ser confirmado pelo cenegrafista da TV liberal que estava no local registrando tudo.

Como educador, servidor público da educação municipal e estadual, militante do movimento social há mais de 15 anos, é um absurdo que em tempos de democracia ainda aconteça desrespeitos desta natureza. Um oficial da PM, que está a serviço da lei, desrespeitar a lei Maria da Penha, a véspera de seu quarto ano
de comemoração. Acredito eu, que ele só não bateu na cara da nossa representante sindical, porque ameaçamos denunciá-lo na corregedoria da PM. Nossos advogados já estão cuidando do processo...

Ressaltamos que não somente os educadores de Cedere I vem sendo perseguido pelo secretário atual de educação, como também em outros setores, aqui na cidade Parauapebas, por terem participado da Greve Municipal. Precisamos dar um basta neste modelo de gestão. Merecemos respeito e reconhecimento pelo nosso trabalho.

As palmas de ouro e o resultado do ideb é resultado do nosso trabalho, em especial de cada professor/a que está sofrendo nas salas de aulas. Esperamos contar com o apoio da nossa categoria e de forma bastante especial, da imprensa para que divulgue a verdadeira cara do "Governo Cidadão".

Todos a Assembléia do dia 13 de agosto, as 17horas, na Câmara Municipal.



O SINTEPP SOMOS NÓS, NOSSA FORÇA E NOSSA VOZ!
Raimundo Moura/Servidor Público e militante da luta do povo.